No último sábado, 14 de dezembro, trabalhadores, familiares e moradores do Barreiro se reuniram para a largada da 2ª Caminhada do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro. Com o objetivo de sensibilizar para a prática de atividades físicas, o evento contou com a participação de cerca de 250 pessoas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a falta de atividade física é considerada o quarto maior fator de risco de mortes no mundo.

A manhã começou com uma prática de alongamento para o aquecimento do percurso de 3,4 quilômetros pela Avenida Waldir Soeiro Emrich. Os participantes também puderam aferir a pressão e tirar medidas antropométricas para cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC).

“A segunda edição da Caminhada cumpriu os seus objetivos de estimular a prática de atividades físicas, de envolvimento do Hospital com a comunidade, integração, comemoração e confraternização. Durante o evento foi possível perceber a vontade e a satisfação de cada participante em estar presente e que, mesmo em um dia de incerteza quanto às condições meteorológicas, compareceram com seus filhos e pets”, observa o coordenador do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, Breno Alves.

Maria Geralda (esq.) ao lado da enfermeira do HMDCC, Juliana Gomes, e suas amigas (Foto: Álvaro Miranda)

“Eu achei maravilhoso”, diz Maria Geralda Euzébio, de 52 anos, moradora do Bairro Bonsucesso, na região do Barreiro. Ela ficou sabendo do evento na Academia da Cidade do Centro Esportivo Milionários, onde faz lian gong três vezes por semana. “Medi pressão, fiz aferição das minhas medidas e está tudo bem. A caminhada é uma iniciativa muito bacana do Hospital”, avalia. Usuária do SUS, é só elogios ao serviço prestado pelo Hospital. “Já realizei um ultrassom aí e o atendimento é 10”, conta.

Márcia (ao centro) ao lado das amigas Maria Auxiliadora e Nicole (Foto: Álvaro Miranda)

Márcia Elizabeth de Rezende Alves, 53 anos, também moradora do Barreiro, é professora voluntária de lian gong e yoga na Igreja Santa Mônica e no Centro Cultural Urucuia. É a segunda vez que ela participa da Caminhada do Hospital e considera o evento importante para a comunidade. “É uma oportunidade de a gente ver de perto a grandiosidade de ter um hospital muito bem equipado e próximo à comunidade. Além disso, é uma forma de cativar e cultivar o hábito de cuidar da saúde em benefício do corpo e da mente. A chegada do Hospital ao Barreiro trouxe inúmeras melhorias para a região e as notícias que temos, da comunidade que é atendida no Hospital para cirurgia ou exame, é que o serviço prestado é de muita qualidade”, afirma.

Ao final do percurso, foi oferecida uma prática corporal terapêutica, o treinamento perfumado, e, diante de um grande bolo, os participantes cantaram parabéns pelo aniversário de 4 anos do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro. “A adesão da comunidade do entorno à Caminhada do Hospital demonstrou, mais uma vez, a potência que nós temos de interagir com o território em ações de promoção da saúde”, avalia a diretoria executiva do Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro, Maria do Carmo.

A 2ª Caminhada do HMDCC contou com o apoio da Academia de Cidade do Bairro Milionários e da Escola Estadual Celso Machado, foi licenciada pela Prefeitura de Belo Horizonte, BHTRANS e Corpo de Bombeiros e ainda teve apoio da Policia Militar de Minas Gerais.

Veja galeria de imagens:
(Fotos: Álvaro Miranda)