No final da manhã desta quarta-feira, 20 de janeiro, o Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro (HMDCC) realizou um ato simbólico para marcar o início da vacinação contra COVID-19 na instituição.

A técnica de enfermagem Jacqueline Silva Mathias Pereira foi a primeira a receber a imunização. Integrante da equipe do HMDCC desde janeiro de 2018, ela se sente uma vitoriosa em sua trajetória de cuidado ao paciente COVID-19 na terapia intensiva. “A vacina chega como um alívio para o profissional de saúde. É o começo da liberdade. Sei que sou uma gotinha nesse oceano tão vasto de cuidado em saúde. Mas é muito gratificante ter contribuído nessa história nem que seja um pouquinho. Com a pandemia, a profissional da saúde passou a ser visto com outros olhos e isso é muito gratificante para gente”, afirma.

Para ela, o mais desafiador em todos esses meses de pandemia era presenciar a solidão do paciente. “Estamos há muito tempo esperando a oportunidade de dizer “passou” e a vacina traz essa esperança. Me sinto vitoriosa em ter chegado até aqui sem nenhum sintoma de COVID-19 sendo que milhares de brasileiros perderam entes queridos. Tenho muito orgulho da minha trajetória até aqui e, nós, profissionais da saúde, estamos prontos para o que vier”, declara.

Além dela, no ato simbólico de abertura de vacinação do HMDCC, outros 9 profissionais de diferentes categorias que estiveram na linha de frente de combate à COVID-19 também foram vacinados:  higiene e limpeza, assistente social, fisioterapeuta, técnico de laboratório, enfermeiro, residente e médico.

  • Helen Bhering - Assistente Social