O Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro (HMDCC) ocupa uma área construída de 46.000 m², com 13 andares e um heliponto. São 451 leitos, sendo 80 de CTI, e 16 salas de cirurgias.

O HMDCC tem perfil de atenção em urgência e emergência clínica e cirúrgica, com atendimento referenciado e regulado pelo SAMU e Central de Internação, e está preparado para responder às demandas de trauma de média complexidade e de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

O pronto-socorro do HMDCC está equipado para atender, simultaneamente, 12 pacientes graves e já foi projetado para, em caso de evento de grandes proporções, dobrar a capacidade para 24 estabilizações simultâneas, de modo a dar resposta rápida, eficaz e sem comprometer o processo assistencial.

O detalhamento da oferta de atendimento contempla pronto-socorro com 10 leitos de Unidade de Decisão Clinica (UDC), dois leitos de estabilização e 26 leitos de observação;  enfermarias clínicas com 128 leitos; enfermarias cirúrgicas com 150 leitos; Unidade de Cuidados Intermediários (UCI) com 42 leitos; Unidades de Tratamento Intensivo/UTI, Hospital Dia Cirúrgico com 15 leitos.

No apoio diagnóstico em patologia clínica, o Hospital oferece serviço de imagens (raio x simples, tomografia computadorizada, ultrassom e ecocardiograma). Está previsto no escopo de serviços a oferta de exames e procedimentos terapêuticos em hemodinâmica e endoscopias. A perspectiva é também obter financiamento do SUS para a aquisição e oferta de ressonância magnética.

Nos procedimentos cirúrgicos eletivos as especialidades serão cirurgia geral, ortopedia, urologia, vascular e neurocirurgia, também reguladas pela Central de Internação.   A capacidade de internações será de cerca de 2.200 mês, dessas cerca de 1.500 serão cirúrgicas.

Para isso, terá cerca de 1.500 profissionais em atividade contratados pelo HMDCC, além dos profissionais contratados pela Sociedade de Propósito Específico Novo Metropolitano S.A. para os serviços de apoio e logística.