Nesta quinta-feira, 29 de outubro, o Hospital Metropolitano Dr. Célio de Castro promoveu um encontro de trabalhadoras como uma especialista em saúde da mulher. A roda de conversa foi conduzida pela ginecologista e obstetra Inessa Beraldo que iniciou o bate-papo alertando as mulheres para alguns números importantes.

Você sabia que 95% é a chance de cura do câncer de mama com diagnóstico precoce? Que 33% das mulheres acima de 16 anos não vão ao ginecologista? E que somos 26 milhões de mulheres brasileiras que não vão ao ginecologista por vergonha?

Gerente assistencial e diretora técnica do Hospital Júlia Kubitschek, Inessa também alertou para dados relativos aos cânceres ginecológicos. Segundo ela, 80% das mulheres sexualmente ativas poderão adquirir HPV ao longo da vida e 52% das mulheres brasileiras não fazem exame preventivo.

Profissionais do HMDCC das áreas assistencial e administrativa, além de trabalhadoras das empresas parceiras tiveram a oportunidade de esclarecer dúvidas sobre câncer de mama, menopausa, educação sexual, sobrecarga de trabalho doméstico, além de aspectos da vida da mulher no contexto da pandemia de COVID-19.

Diretora de apoio assistencial, Andréia Torres abriu a roda conversa dando boas-vindas à convidada no encerramento das ações do outubro rosa no HMDCC. Inessa Beraldo é também diretora na Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (SOGIMIG) e professora da Faculdade de Medicina da Unifenas-BH.